Mais de 100 pessoas prestigiaram Simpósio de Habitats de Inovação

Mais de 100 pessoas prestigiaram Simpósio de Habitats de Inovação

Evento ocorreu na sexta-feira, 23 de novembro, em Blumenau

Foi o primeiro grande evento de inovação do Estado de Santa Catarina. Na sexta-feira, 23 de novembro, o Auditório do Senai de Blumenau, sediou o Simpósio de Habitats de Inovação de Santa Catarina. Durante o dia todo, cerca de 100 pessoas ligadas ao ecossistema de todo o estado, prestigiaram diversas palestras e puderam discutir o futuro da inovação.

“Este foi o primeiro de muitos eventos que serão feitos pelo Estado. A ideia do simpósio é girar todas as cidades de Santa Catarina que são ou ainda serão sedes de Centros de Inovação ou que tenham o ecossistema já formado”, comentou o diretor executivo do Instituto Gene, Fabiano Odebrecht, uma das entidades organizadoras do evento.

O resultado desta edição foi engrandecedor, conforme relata Odebrecht. Por ter sido o primeiro grande evento neste sentido, contou com a participação de entidades locais e estaduais ligadas à inovação, como Sebrae – o evento integrou a programação da Semana Global do Empreendedorismo -, Furb, FAPESC, ACATE, UFSC, Blusoft, Prefeitura de Blumenau, associações empresarias e demais entidades.

O presidente da FAPES, Gilberto Luiz Agnolin, fez questão de estar presente neste primeiro evento. E, entre os palestrantes, o vice-presidente de mercado da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), Silvio Kotujansky, falou sobre “Ecossistema de Santa Catarina e perspectivas para 2030”. “Precisamos pensar coletivamente, esquecer a individualidade, construindo juntos nossos propósitos”, disse. Segundo ele, em Santa Catarina “o setor de tecnologia já representa 5,6% do PIB. E Florianópolis e Blumenau são os dois polos de tecnologia com maior crescimento em faturamento médio no Estado. E além disso, Santa Catarina tem a maior proporção de startups do Brasil por habitante”, disse durante a palestra de abertura do evento.

Depois dele, representantes de cada região falaram como está o ecossistema de inovação está se apresentando em cada região do Estado.

Um dos pontos altos do Simpósio de Habitats de Inovação de SC foi a apresentação oficial do FLUSS – projeto de extensão da Universidade Regional de Blumenau (Furb), coordenado pelo professor da FURB, Christian Krambeck, além do lançamento do Observatório Estadual de Habitats de Inovação de Santa Catarina, coordenado pela Via Estação Conhecimento, da Universidade Federal de Santa Catarina.

Krambeck também avalia positivamente esta primeira edição. Para ele a importância do evento se “reflete na retomada do movimento na discussão do ecossistema, da cooperação entre todos os principais atores de inovação e da oportunidade de compartilhamento de experiências e cases bem sucedidos, como é o caso dos centros de inovação já implantados pelo Estado”, disse.

Para ele, as discussões sobre as perspectivas para 2019 são otimistas, uma vez que todos os atores demonstraram “ânimo, empolgação e o firme propósito para possibilidades de ações concretas para o ano que vem”, falou Krambeck.